Alunos Online


Moléculas orgânicas polares e apolares

As moléculas orgânicas podem ser polares ou apolares. Se tiverem apenas carbonos e hidrogênios serão apolares, mas se tiverem qualquer outro elemento serão polares.

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça A presença de um único átomo diferente do carbono e do hidrogênio na molécula orgânica faz com que toda ela seja considerada polar

A presença de um único átomo diferente do carbono e do hidrogênio na molécula orgânica faz com que toda ela seja considerada polar

A polaridade de uma molécula orgânica ou inorgânica é definida pela diferença de eletronegatividade e pela geometria molecular.

No caso dos compostos orgânicos (compostos formados pelo elemento carbono), analisar somente a eletronegatividade já define se a molécula é polar ou apolar. Veja:

Moléculas apolares:

Se não houver diferença de eletronegatividade entre os átomos ligados, sendo todas as ligações do composto covalentes, a molécula será apolar. Isso acontece em moléculas orgânicas em que há ligações somente entre átomos de carbono e entre átomos de carbono e hidrogênio:

Não há diferença de eletronegatividade entre os átomos de carbono, pois são iguais e a diferença de eletronegatividade entre um átomo de carbono e um átomo de hidrogênio é tão pequena que essas ligações são praticamente apolares.

Exemplos de moléculas apolares: Hidrocarbonetos

          

Metano                                                          Butano                          

          

Eteno                                                              But-2-ino          

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


O metano e o butano são moléculas apolares

Moléculas polares:

Se houver diferença de eletronegatividade entre pelo menos dois átomos ligados à molécula, terá uma região apolar e uma polar. O átomo mais eletronegativo atrai os elétrons da ligação covalente, adquirindo uma carga negativa, enquanto que o átomo do elemento menos eletronegativo fica positivo, criando uma região polar na cadeia.

Nesses casos, a molécula é considerada polar.

Isso acontece sempre que houver na molécula orgânica outro elemento químico que seja diferente do carbono e do hidrogênio. Geralmente temos os átomos de nitrogênio, oxigênio, enxofre, fósforo e halogênios.

Exemplos de moléculas polares: Todas as funções orgânicas, com exceção dos hidrocarbonetos


Álcool (Butan-1-ol)


Cetona (Propanona)


Álcool (Propan-2-ol)


Ácido carboxílico (Ácido etanoico)

A polaridade das moléculas orgânicas afeta suas propriedades químicas e físicas, tais como pontos de fusão e ebulição, solubilidade e combustibilidade.


Aproveite para conferir nossa videoaula relacionada ao assunto:

Artigos Relacionados