Alunos Online


Monóxido de carbono

O monóxido de carbono é um óxido gasoso, incolor e inodoro, que é produzido por meio da combustão incompleta e que pode causar o envenenamento por inalação.

O monóxido de carbono é um gás incolor, inodoro e altamente tóxico, cuja fórmula molecular é: CO.

Molécula de monóxido de carbono

Apesar de possuir o elemento carbono, ele é um composto inorgânico, pois pertence ao grupo dos óxidos e é classificado como óxido neutro ou indiferente. Isso significa que ele não reage com água e nem com ácidos ou bases.

Mas isso não significa que ele não participe de outras reações. Por exemplo, o CO é bastante inflamável, reagindo com o oxigênio do ar, entrando em combustão e formando o gás carbônico (dióxido de carbono) como mostrado na equação química abaixo:

2 CO + O2 → 2 CO2

O monóxido de carbono está presente na atmosfera, sendo proveniente principalmente de reações de combustão incompletas dos combustíveis fósseis. Por exemplo, a combustão completa de um combustível fóssil (como a gasolina, óleo diesel, gás natural e carvão) ou qualquer combustível orgânico (como o etanol) produz gás carbônico e água. Mas ocorre também a combustão incompleta desses compostos, que é quando não há oxigênio suficiente ou quando há um grande número de átomos de carbono no combustível, consumindo grande quantidade de oxigênio com muita rapidez. Nesses casos, há a formação do monóxido de carbono e água.

Combustões incompletas originam o monóxido de carbono

Veja dois exemplos abaixo, sendo que o primeiro é a combustão incompleta do isoctano presente na gasolina:

C8H18(g) + 17/2 O2 (g) → 8 CO (g) + 9 H2O(l)

Infelizmente, o monóxido de carbono é um gás poluente, sendo um gás do efeito estufa.

Agora veja o segundo exemplo, a combustão incompleta do gás butano (C4H10), que é um dos gases presentes no gás de cozinha que usamos para preparar os alimentos:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

2 C4H10 (g) + 9 O2 (g) → 8 CO(g) + 10 H2O(l)

Visto que o monóxido de carbono pode ser produzido por meio da combustão do gás de cozinha, pode haver acidentes em casa, em que há a intoxicação e até a morte de pessoas. Além do gás de cozinha, existem outras fontes de perigo, tais como motores de carro em funcionamento em ambientes fechados ou a queima de gás natural em aquecedores ineficientes.

Conforme dito no início deste texto, o monóxido de carbono é inodoro e, com isso, a pessoa é intoxicada sem perceber. Dessa forma, quando essa intoxicação é notada, pode ser tarde demais. O monóxido de carbono é tóxico porque ele age sobre as hemoglobinas do sangue, impedindo-as de transportar oxigênio para as partes do corpo. Assim, sem oxigênio, o cérebro é o primeiro a morrer e depois o restante do corpo.

Para saber mais sobre o perigo que envolve o monóxido de carbono, leia o texto Monóxido de carbono em cozinhas.  

Mas o monóxido de carbono também tem seus aspectos positivos, como o seu grande uso industrial. Ele é muito usado como matéria-prima porque pode ser obtido a partir de reservas carbonadas básicas, como o carvão ou gás natural, e também porque moléculas orgânicas complexas podem ser formadas a partir dele. Em muitas reações, usa-se o gás de síntese, que é a combinação do monóxido de carbono com o hidrogênio.

Um exemplo de uso do monóxido de carbono ocorre nas siderúrgicas, onde ele é usado para reduzir o óxido de ferro III, presente na hematita, produzindo o ferro metálico:

Fe2O3(ℓ)  + 3 CO(g) → 2 Fe(ℓ)  + 3 CO2(g)

Ele também pode ser usado na produção do metanol:

CO(g) + 2 H2(g) → CH3OH(ℓ)

Grande parte do monóxido de carbono da atmosfera é emitida pelos escapamentos dos veículos

Grande parte do monóxido de carbono da atmosfera é emitida pelos escapamentos dos veículos

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Artigos Relacionados