Alunos Online


Nomenclatura dos Óxidos

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça As pinturas de caiação feitas em árvores, paredes e em outros lugares, são realizadas hidratando-se a cal, que é um óxido cujo nome oficial é óxido de

As pinturas de caiação feitas em árvores, paredes e em outros lugares, são realizadas hidratando-se a cal, que é um óxido cujo nome oficial é óxido de

A nomenclatura dos óxidos deve levar em consideração o tipo de óxido: iônico ou molecular. Assim, temos diferentes regras para esses dois casos. Observe cada uma:

*Óxidos iônicos:

Esses compostos são formados normalmente entre o oxigênio e os metais. O oxigênio possui carga 2- e, com cada metal, é possível formar apenas um óxido. Uma exceção é o ferro, que é metal, mas forma dois óxidos diferentes, conforme será visto mais adiante.

Um exemplo de óxido assim é o CaO, conhecido como cal virgem, que ao ser hidratado (Ca(OH)2) é usado para fazer pinturas de caiação.

Sua regra de nomenclatura é a seguinte:

Regra de nomenclatura de óxidos iônicos.

Exemplos:

Na2O: óxido de sódio
CaO: óxido de cálcio

*Óxidos moleculares:

São formados geralmente com ametais e formam mais de um óxido. Em razão disso, é necessário indicar a quantidade de oxigênios e dos elementos ligados a ele, por meio de prefixos como mono, di, tri, etc.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Regra de nomenclatura de óxidos moleculares

É possível também indicar a quantidade do outro elemento por meio de algarismos romanos. Veja os exemplos:

CO: monóxido de carbono
CO 2 : dióxido de carbono
NO: monóxido de nitrogênio
NO 2 : dióxido de nitrogênio
2 O: monóxido de dinitrogênio
2 O5:  pentóxido de dinitrogênio
SiO2: dióxido de silício
Fe2O3: trióxido de diferro ou óxido de ferro III
FeO: monóxido de ferro ou óxido de ferro II





Aproveite para conferir nossas videoaulas relacionadas ao assunto:

Artigos Relacionados