Alunos Online


Nomenclatura usual de éteres

A nomenclatura usual de éteres envolve duas regras básicas, nas quais sempre damos ênfase nos radicais presentes.

Por: Diogo Lopes Dias O etoxietan é conhecido usualmente  como dietiléter ou éter dietílico

O etoxietan é conhecido usualmente como dietiléter ou éter dietílico

Além da nomenclatura oficial IUPAC dada aos éteres, esses compostos orgânicos apresentam também uma regra de nomenclatura usual. Vale ressaltar que a função orgânica éter é aquela que apresenta um átomo de carbono ligado a dois radicais orgânicos iguais ou diferentes. A fórmula geral de um éter é a seguinte:

Em um éter, podemos ter radicais iguais ou diferentes
Em um éter, podemos ter radicais iguais ou diferentes

*R é um radical orgânico.

Para realizar a nomenclatura usual de um éter, devemos utilizar uma das regras abaixo:

Regra 1:

Nome dos radicais em ordem alfabética + éter
(separados por hífen)

Regra 2:

Éter + nome dos radicais em ordem alfabética (ao último radical deve ser acrescido o termo ico)
(separados por hífen)

Veja agora cinco exemplos de aplicação de ambas as regras de nomenclatura usual para éteres:

1º) Metoxietano (nome oficial)

Nesse exemplo, temos os radicais metil (à esquerda) e o etil (à direita).

  • Utilizando a regra 1, o nome dele será: Etil-metiléter;

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Utilizando a regra 2, o nome dele será: Éter etil-metílico.

2º) Metoxibutano (nome oficial)

Nesse exemplo, temos os radicais metil (à esquerda) e o butil (à direita).

  • Utilizando a regra 1, o nome dele será: Butil-metiléter;

  • Utilizando a regra 2, o nome dele será: Éter butil-metílico.

3º) Propoxipentano (nome oficial)

Nessee exemplo, temos os radicais propil (à esquerda) e o pentil (à direita).

  • Utilizando a regra 1, o nome dele será: Butil-propiléter;

  • Utilizando a regra 2, o nome dele será: Éter butil-propílico.

4º) Isopropoxisobutano (nome oficial)

Nesse exemplo, temos os radicais isobutil (à esquerda) e o isopropil (à direita).

  • Utilizando a regra 1, o nome dele será: Isobutil-isopropiléter;

  • Utilizando a regra 2, o nome dele será: Éter Isobutil-isopropílico.

5º) Vinoxi-2-metil-propano (nome oficial)

Nesse exemplo, temos os radicais terc-butil (à esquerda) e o vinil (à direita).

  • Utilizando a regra 1, o nome dele será: Terc-butil-viniléter;

  • Utilizando a regra 2, o nome dele será: Éter Terc-butil-vinílico.