Alunos Online


Reações com óxidos básicos

Nas reações com óxidos básicos, essas substâncias reagem com outras diferentes (ácidos, outros óxidos, etc.) e formam principalmente base e sal.

Por: Diogo Lopes Dias Bases como hidróxido de sódio podem ser formadas em reações com óxidos básicos

Bases como hidróxido de sódio podem ser formadas em reações com óxidos básicos

Uma reação com óxidos básicos ocorre quando essa classe específica de óxido (as outras são os óxidos ácidos, neutros, anfóteros e mistos) é colocada em um mesmo recipiente com uma das substâncias abaixo:

Nessas reações, são produzidas diferentes substâncias, como:

O produto formado nesse tipo de reação sempre dependerá do tipo de reagente utilizado para reagir com o óxido básico, como podemos ver a seguir.

Reações com óxidos básicos e água

Quando um óxido básico reage com água, sempre há a formação de uma base inorgânica, que contém o cátion formado pelo metal do óxido e o ânion hidróxido (OH).

1º Exemplo: óxido de estrôncio (SrO) e água

A reação entre o óxido de estrôncio e água forma a base hidróxido de estrôncio, resultante da interação entre o cátion estrôncio (Sr+2) do óxido, por pertencer à família IIA, e o ânion hidróxido (OH-1). Observe a seguinte equação balanceada desse processo:

SrO + H2O → Sr(OH)2

2º Exemplo: óxido de cobre I (Cu2O) e água

A reação entre o óxido de cobre I e água forma a base hidróxido de cobre I, resultante da interação entre o cátion cobre I (Cu+1) do óxido e o ânion hidróxido (OH-1). Veja a equação balanceada desse processo:

Cu2O + H2O → 2 CuOH

Reações dos óxidos básicos com ácidos

Sempre que um óxido básico reage com um ácido inorgânico (ou orgânico), ocorre a formação de um sal e de água. O sal é formado pelo cátion (referente ao metal) do óxido e pelo ânion do ácido, e a água é formada pela interação entre o hidrogênio do ácido e o oxigênio do óxido.

1º Exemplo: óxido de lítio (Li2O) e ácido bromídrico (HBr)

No óxido de lítio, há o cátion lítio (Li+1), por pertencer à família IA, e, no ácido, há o ânion brometo (Br-1). Assim, o sal formado será o brometo de lítio (LiBr). Observe a equação balanceada desse processo:

Li2O + 2 HBr → 2 LiBr + H2O

2º Exemplo: óxido de cálcio (CaO) e ácido carbônico (H2CO3)

No óxido de cálcio, há o cátion cálcio (Ca+2), por pertencer à família IIA, e, no ácido, temos o ânion carbonato (CO3-2). Assim, o sal formado será o carbonato de cálcio (CaCO3). Veja a seguir a equação balanceada desse processo:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

CaO + H2CO3 → CaCO3 + H2O

Reações dos óxidos básicos com óxidos ácidos

Sempre que um óxido básico reage com um óxido ácido, forma-se apenas um sal inorgânico. O sal é formado pelo cátion (referente ao metal) do óxido básico e pelo ânion formado na associação do óxido ácido com o oxigênio do óxido básico.

1º Exemplo: óxido de sódio (Na2O) e dióxido de carbono (CO2)

No óxido de sódio, temos o cátion sódio (Na+1), por pertencer à família IA, e o óxido ácido que, ao interagir com o oxigênio do óxido básico, forma o ânion carbonato (CO3-2). Assim, o sal formado será o carbonato de sódio (Na2CO3). Observe a equação balanceada desse processo:

Na2O + CO2 → Na2CO3

2º Exemplo: óxido de bário (BaO) e trióxido de enxofre (SO3)

No óxido de bário, há o cátion bário (Ba+2), por pertencer à família IIA. O óxido ácido, ao interagir com o oxigênio do óxido básico, forma o ânion sulfato (SO4-2). Assim, o sal formado será o sulfato de bário (BaSO4). Veja a equação balanceada desse processo:

BaO + SO3 → BaSO4

Reações dos óxidos básicos com óxidos anfóteros

Sempre que um óxido básico reage com um óxido anfótero, temos a formação de sal inorgânico. O sal será formado pelo cátion (referente ao metal) do óxido básico e pelo ânion originado do metal contido no óxido básico.

A tabela a seguir apresenta os ânions formados pelos metais dos óxidos anfóteros:

Tabela contendo ânions formados por metais
Tabela contendo ânions formados por metais

1º Exemplo: óxido de rubídio (Rb2O) e óxido de crômio III (Cr2O3)

No óxido de rubídio, há o cátion rubídio (Rb+1), por pertencer à família IA, e, no óxido de crômio III, há o cátion crômio, que forma o ânion cromito (CrO2-1). Assim, o sal formado será o cromito de rubídio (RbCrO2). Observe a equação balanceada desse processo:

Rb2O + Cr2O3 → 2 RbCrO2

2º Exemplo: óxido de magnésio (MgO) e óxido de chumbo IV (PbO2)

No óxido de magnésio, temos o cátion magnésio (Mg+2), por pertencer à família IIA, e, no óxido de chumbo IV, temos o cátion chumbo IV, que forma o ânion plumbato (PbO3-2). Assim, o sal formado será o plumbato de magnésio (MgPbO3). Observe a equação balanceada desse processo:

MgO + PbO2 → MgPbO3