Alunos Online


Reações de dupla troca entre sais

Nas reações de dupla troca entre sais, dois sais inorgânicos interagem e dão origem a dois novos sais.

Por: Diogo Lopes Dias As reações de dupla troca entre sais são muito trabalhadas na forma de equações

As reações de dupla troca entre sais são muito trabalhadas na forma de equações

As reações de dupla troca entre sais são reações químicas nas quais os reagentes são dois sais (não possuem hidrônio - H+ nem hidroxila - OH-) que, ao interagirem, dão origem a dois novos sais no produto. Abaixo temos uma equação que representa uma dupla troca entre dois sais (NaCl e KBr):

NaCl + KBr → NaBr + KCl

a) Características das reações de dupla troca entre sais

Trata-se de uma reação de dupla troca porque ocorrem duas trocas entre os sais. Assim, o cátion de um sal interage com o ânion do outro sal.

 

  • Sal NaCl: Na é o cátion e o Cl é o ânion

  • Sal KBr: K é o cátion e o Br é o ânion

A dupla troca entre os sais NaCl e KBr acontece quando o cátion Na interage com o ânion Br, e o cátion K interage com o ânion Cl, formando os sais NaBr e KCl.

É importante ressaltar que, sempre que formos equacionar uma reação de dupla troca entre sais, devemos levar em consideração a carga de cada cátion e ânion que formam os sais. Isso é necessário porque a montagem da fórmula do novo sal envolve o cruzamento das cargas do cátion e ânion envolvidos.

Cruzamento das cargas do cátion e ânion que formam o sal
Cruzamento das cargas do cátion e ânion que formam o sal

Após o cruzamento das cargas, a carga do cátion transforma-se no índice (número escrito à direita da sigla do elemento) do ânion e vice-versa.

b) Macetes para reações de dupla troca entre sais

Conheça agora os macetes que nos ajudam a determinar a carga dos cátions e ânions dos sais dos reagentes das reações.

Macete 1: Sais com parênteses na fórmula:

Quando os sais possuem parênteses, estes sempre estão delimitando o cátion (se no primeiro grupo da fórmula) ou o ânion (se no segundo grupo da fórmula). O índice logo após os parênteses pertence ao outro grupo, isto é, o índice na frente dos parênteses com o cátion, por exemplo, será a carga do ânion e vice-versa. Veja alguns exemplos:

Exemplo 1: Al2(SO4)3

  • Al é o cátion cuja carga é +3 porque 3 é o número logo após o ânion;

  • SO4 é o ânion cuja carga é -2 porque 2 é o número logo após o cátion.

OBS.: Sempre que o ânion apresentar um índice na frente do elemento oxigênio, trata-se de um número que faz parte da constituição do grupo que forma o ânion, ou seja, não é carga de ninguém.

Exemplo 2: (NH4)2S

  • NH4 é o cátion cuja carga é +1 porque 1 é o número logo após o ânion;

  • S é o ânion cuja carga é -2 porque 2 é o número logo após o cátion.

Macete 2: Sais sem parênteses e sem índices nas fórmulas

Sempre que os sais não apresentarem parênteses ou índice, para determinar as cargas dos cátions, basta conhecer a carga dos ânions, pois, nesses casos, a carga do cátions sempre terá o mesmo valor da carga do ânion, mas com sinal positivo.

Para isso, é interessante ter conhecimento sobre a tabela dos principais ânions:

Tabela com os ânions mais comuns em sais inorgânicos
Tabela com os ânions mais comuns em sais inorgânicos

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Agora, veja os exemplos:

Exemplo 1: NaNO3

  • NO3 é o ânion e, segundo a tabela, apresenta carga -1, logo:

  • Na é o cátion e terá carga +1.

Exemplo 2: CaS

  • S é o ânion e, segundo a tabela, apresenta carga -2, logo:

  • Ca é o cátion e terá carga +2.

Macete 3: Para reagente com índice no cátion ou no ânion

Sempre que o sal tiver índice em um dos seus componentes, esse índice será a carga do componente oposto, ou seja, índice no cátion é a carga do ânion e vice-versa. Veja os exemplos:

Exemplo 1: CaCl2

  • Ca é o cátion cuja carga pe +2 porque 2 é o número logo após o ânion;

  • Cl é o ânion cuja carga é -1 porque 1 é o número logo após o cátion.

Exemplo 2: Au2CO3

  • Au é o cátion cuja carga é +1 porque 1 é o número logo após o ânion;

  • CO3 é o ânion cuja carga é -2 porque 2 é o número logo após o cátion.

c) Exemplos de construção de equações de reações de dupla troca:

Agora vamos acompanhar a montagem de algumas reações de dupla troca entre sais

1ª Reação: Dupla troca entre Sulfato de Alumínio e Sulfeto de amônio

Al2(SO4)3 + (NH4)2S

Para montar os produtos da reação de dupla troca dos sais, utilizaremos:

  • Cruzamento de cargas entre o cátion NH4+1 e o ânion SO4-2

  • Cruzamento de cargas entre o cátion Al+3 e o ânion S-2:

Assim, a equação terá os seguintes componentes:

Al2(SO4)3 + (NH4)2S (NH4)2SO4+ Al2S3

OBS.: Nunca se esqueça de balancear a equação, se for necessário:

1 Al2(SO4)3 + 3 (NH4)2S 3 (NH4)2SO4 + 1 Al2S3

Para balancear essa equação, colocamos o 3 no (NH4)2S do reagente para igualar com a quantidade de S no produto e posicionamos o coeficiente 3 no (NH4)2SO4 do produto para igualar com a quantidade de SO4 do reagente.

2ª Reação: Dupla troca entre Nitrato de sódio e Sulfeto de Cálcio

NaNO3 + CaS

Para montar os produtos dessa reação de dupla troca, utilizaremos:

  • Cruzamento de cargas entre o cátion Na+1 e o ânion S-2

  • Cruzamento de cargas entre o cátion Ca+2 e o ânion NO3-1

Assim, a equação terá os seguintes componentes:

NaNO3 + CaS Ca(NO3)2 + Na2S

OBS.: Nunca se esqueça de balancear a equação, se for necessário:

2 NaNO3 + 1 CaS 1 Ca(NO3)2 + 1 Na2S

Para balancear essa equação, colocamos o coeficiente 2 no NaNO3 do reagente para igualar com a quantidade de NO3 e Na nos produtos.

3ª Reação: Dupla troca entre Cloreto de Cálcio e Carbonato de Ouro I

CaCl2 + Au2CO3

Para montar os produtos dessa reação de dupla troca, utilizaremos:

  • Cruzamento de cargas entre o cátion Ca+2 e o ânion CO3-2:

  • Cruzamento de cargas entre o cátion Au+1 e o ânion Cl-1:

Assim, a equação terá os seguintes componentes:

1 CaCl2 + 1 Au2CO3 1 CaCO3 + AuCl

OBS.: Nunca se esqueça de balancear a equação, se for necessário:

Para balancear essa equação, colocamos o coeficiente 2 no AuCl do produto para igualar com a quantidade de Cl e Au nos reagentes.





Videoaulas relacionadas:

Artigos Relacionados