Alunos Online


Diferença entre religião e seita

A palavra seita significa, em sua origem, seguidor. Já a palavra religião denomina um grupo que busca um elo com uma ou mais divindades para uma explicação sobrenatural do mundo.

Religão e seita são termos que denominam conceitos distintos. Neste texto, vamos falar sobre as diferenças entre cada palavra. Vamos lá?
 

O que é religião?

O termo religião remete ao latim religare ou reelegere. Na obra de Santo Agostinho, o filósofo patrístico e um dos fundadores da filosofia cristã, o termo tem um significado dúbio, pois pode tanto significar reeleição (a nova eleição de um guia divino, espiritual) quanto religar (ligar novamente o elo rompido entre o homem e Deus a partir do pecado original).

O Dicionário Aurélio da língua portuguesa apresenta o termo como um restabelecimento do elo rompido entre Deus e o homem. Porém, para definir religião de uma maneira mais generalizada, podemos dizer que a religião estabelece-se a partir da crença em um ou mais deuses que, por várias características, são superiores aos seres humanos. Tais deuses seriam responsáveis pela criação e pela organização do universo. Como as religiões tratam de elementos sobrenaturais, as ciências naturais não conseguem comprová-las.

A essência da religião é a crença. Aquele que segue uma religião é um crente (aquele que crê), portanto, é uma pessoa dotada de fé. A é um fenômeno psicologicamente explicável, mas aquilo em que se crê (Deus e a religião) não pode ser confirmado ou explicado pela ciência. O religioso, por sua vez, não precisa de comprovações científicas para acreditar em sua religião. Diz-se do seguidor de uma religião que ele é um fiel, ou seja, alguém que segue os ensinamentos religiosos (que podem ser explicados por meio de uma prática ou de escrituras sagradas) por meio da lealdade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Leia também: Diferença entre o Candomblé e a Umbanda

O que é seita?

Segundo o Dicionário Aurélio, seita (do latim secta, que significa seguidor) denomina um grupo de pessoas que seguem um pensamento religioso, político, filosófico ou moral que diverge daquilo que é convencionado como certo e seguido pela maioria. Quando uma nova religião surge, ela pode ser considerada uma seita até que seja seguida pela maioria das pessoas. No que tange ao sentido, uma religião pode ser considerada uma seita sob a perspectiva de outra religião.

As religiões tendem a considerar-se portadoras da verdade sobre a revelação divina. Quando um novo pensamento religioso surge, arrebanhando seguidores, os fiéis da religião mais antiga tendem a tratar a nova vertente como uma seita.

*Crédito da imagem: goodstudio / shutterstock

Aquele que segue uma religião é um crente (aquele que crê), portanto, é uma pessoa dotada de fé*

Aquele que segue uma religião é um crente (aquele que crê), portanto, é uma pessoa dotada de fé*

Por: Francisco Porfírio